Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Com pintas qb

Com pintas qb

sem palavras para exprimir o caos e o desespero que se vive no Funchal

 

 

13901506_10210028617981039_2703658300485663333_n.j

Um calor indescritível, fumo que não deixa ver, labaredas que surgem surpreendentemente e assustadoras. Trânsito parado, famílias que tentam chegar a casa, outras que querem sair de casa, outras que pedem que se olhe pelos filhos porque não conseguem ir ter com eles. Enfim,... o regresso a casa deu-se em segurança mas vai levar tempo a esquecer o que se viveu no caminho. Parece o enredo de um filme, só que é real. Um olho na janela, outro no computador para escrever o post e o telemóvel ao lado, just in case.

 

Emanuel Pestana.jpg

 

Neste momento de perplexidade, em que tudo desmorona, em que as casas ardem em sequência sem que se veja um fim à vista, da serra quase até ao mar, ocorre questionar-me sobre a nossa legislação. Estará o cidadão comum protegido de gente louca? Sim, gente louca, terroristas, homicidas, bandidos que sem dó, sem qualquer piedade, atentam contra seres vivos e bens de pessoas honestas, corretas? Não deveria o estado proteger-nos de outra forma? Que fazem os legisladores, que não vêem isto? Há legislação? Talvez haja, não sei. Então porque não se aplicam as medidas exemplarmente? Permite-se que incendiários sejam reincidentes? Juro, não percebo. Um crime desta natureza deveria ser punido com prisão efetiva, sem penas suspensas, sem perdões, neste caso defendo a prisão perpétua. Estou incrédula.